1º EBRAMEM QUIZ DA MADEIRA

Quer aprender e/ou colocar em prática o conhecimento sobre madeira junto com seus amigos?

Se liga que o Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (IBRAMEM), está organizando o 1º EBRAMEM QUIZ DA MADEIRA, como pré-evento do XVII Encontro Brasileiro em Madeira e em Estruturas de Madeira (EBRAMEM).

O evento consistirá em um quiz entre equipes, distribuído em 3 rodadas, para estudantes de graduação, com objetivo de disseminar conhecimento sobre um dos materiais de construção mais antigos e sustentáveis no mundo, a madeira.
As equipes podem ser compostas entre 3 e 5 estudantes, podendo ser da mesma ou de diferentes instituições e de diferentes cursos. Confira no site do Quiz a lista de cursos que podem participar.

O quiz ocorrerá no dia 21/02! Sendo distribuído da seguinte maneira:
Rodada 1     21 fevereiro 2021 9h até 10h
Rodada 2     21 fevereiro 2021 15h até 16h
Rodada 3     21 fevereiro 2021 18h até 19h
Avaliação Final da Comissão Organizadora e Julgadora    22 fevereiro 2021
Publicação dos resultados no site 23 fevereiro 2021
Premiação:
1º Lugar: Cada integrante da equipe será contemplado com a inscrição gratuita no XVII EBRAMEM
2º Lugar: Cada integrante da equipe será contemplado com um boné da marca WOOD VIBES®
3º Lugar: Cada integrante da equipe será contemplado com uma viseira da marca WOOD VIBES®
As inscrições podem ser feitas até o dia 15/02 no seguinte link: https://forms.gle/sP8khtavmL2L3pRp6
Mais informações em: http://www.ebramem2020.com.br/quizdamadeira e pelo e-mail quizdamadeira@gmail.com

Equipes com inscrições homologadas no 1º EBRAMEM Quiz da Madeira

– Equipe Cumarú (UFSC / SC)

– Bifrost (UEA / AM)

– Angelim Vermelho (UNIR / RO)

– Jequitibá (UFFS / RS)

– Madeira urbana ( USP / SP)

– Anisotrópicos (UFRRJ / RJ)

– GTD Florestal da Madeira (UEA / AM)

– I’m yelling timber (IFSC /SC)

– Lignina (UFES / ES)

– Woody Team (Escola Politécnica USP / SP)

– Ipê (UFSC / SC)

– Madeireiras (Mackenzie / SP)

– Fibrados (IFRO / RO)

– Cerne da Questão (UFRA / PA)

Resultado do 1o EBRAMEM Quiz da Madeira

Resultado Final e Classificação

1º Lignina (UFES/ES) – 65 pontos

2º Madeira Urbana (USP/SP) – 61 pontos

3º Anisotrópicos (UFRRJ/RJ) – 59 pontos

Fibrados (IFRO/RO) – 53 pontos

Jequitibá (UFFS/RS) – 53 pontos

Angelim Vermelho (UNIR/RO) – 51 pontos

Cerne da Questão (UFRA/PA) – 51 pontos

Madeireiras (Mackenzie /SP) – 47 pontos

I’m Yelling Timber (IFSC/SC) – 43 pontos

Agradecemos a todos os inscritos no 1o EBRAMEM Quiz da Madeira e parabenizamos aos premiados! A Comissão Organizadora fará contato com os premiados pelo e-mail para definir como será feita a entrega da premiação.
Confira aqui a Ata de Julgamento 

A Comissão Organizadora e Julgadora do 1º Quiz da Madeira
  • Ângela do Valle – Presidente do IBRAMEM e Docente do Departamento de Engenharia Civil da UFSC
  • Diego Henrique de Almeida – Docente do Departamento de Engenharia Civil da UNIR
  • Arq. Ma. Silvia Scali – ScaliMendes e WOOD VIBES®

Livro: Manual de Projeto e Construção de Estruturas com Peças Roliças de Madeira de Reflorestamento

Download da versão digital completa do Livro: “Manual de Projeto e Construção de Estruturas com Peças Roliças de Madeira de Reflorestamento”

Manual de Projeto e Construção de Estruturas com Peças Roliças de Madeira de Reflorestamento

Autores: Dr. Carlito Calil Junior; MSc. Leandro Dussarrat Brito

Financiamento: Montana Química e EESC/USP

Editora: EESC/USP

Este livro é fruto da dissertação de mestrado do Engenheiro Civil MSc. Leandro Dussarrat Brito, desenvolvida no programa de Pós-graduação em Engenharia de Estruturas do Departamento de Engenharia de Estruturas da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, sob orientação do Prof. Dr. Carlito Calil Junior, e financiado pela Montana Química S.A.. Nele são apresentadas as recomendações para o projeto e construção de estruturas com peças roliças de madeira de reflorestamento, com o objetivo de fornecer a estudantes e profissionais das áreas de Engenharia Civil e Arquitetura, os principais critérios de classificação e caracterização estrutural, com um banco de dados de propriedades de resistência e rigidez de peças roliças de eucalipto e de pinus. Também são apresentados os critérios de durabilidade e tratamento da madeira, diversas sugestões de ligações usuais entre os elementos estruturais e tipos de sistemas estruturais e construtivos, com exemplos de aplicação de coluna e viga e tabelas práticas de pré-dimensionamento de pontes em viga roliça, pontes em placa mista de madeira roliça e concreto armado, e galpões tipo pórtico rígido, indicando as diretrizes para projeto. No final são apresentadas várias fichas técnicas de projetos e obras construídas no Brasil e no exterior utilizando peças roliças como exemplos de projetos de arquitetura e de engenharia, com ênfase no potencial da utilização deste nobre material, seguro, durável, econômico e ambientalmente correto, como uma alternativa sustentável para a construção civil.

Livro: “Manual de projeto e construção de pontes de madeira”

Download Gratuito da versão digital completa do livro: “Manual de projeto e construção de pontes de madeira”

Manual de Pontes – 2006

Projeto Temático: Programa Emergencial das Pontes de Madeira p/ o Estado de São Paulo
Financiamento: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo
Coordenação: Carlito Calil Junior

Autores:

Carlito Calil Júnior
Professor Titular do Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC/USP, Engenheiro Civil pela Escola de Engenharia de Piracicaba em 1975, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1978, Doutor em Engenharia Industrial pela Escola Técnica Superior de Engenheiros Industriais de Barcelona da Universidade Politécnica de Catalunia em 1982, pós-doutoramento no Forest Products Laboratory em Madison-USA em pontes protendidas de madeira.

Antonio Alves Dias
Professor Doutor do Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC/USP, Engenheiro Civil pela Escola de Engenharia de São Carlos – USP em 1980, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1978, Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1985.

Jorge Luís Nunes de Góes
Pós-doutorando do Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC/USP em pontes multicelulares protendidas de madeira, com bolsa FAPESP, Engenheiro Civil formado pela Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira – UNESP em 1999, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 2002 e Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 2005.

Andrés Batista Cheung
Doutorando pelo Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC/USP com bolsa FAPESP, Engenheiro Civil pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em 2000, Mestre em Engenharia de Estruturas pela Escola de Engenharia de São Carlos da
Universidade de São Paulo (SET-EESC-USP) em 2003.

Guilherme Corrêa Stamato
Professor Doutor da Faculdade de Engenharia Industrial Madeireira da UNESP, Engenheiro Civil formado pela Escola de Engenharia de São Carlos – USP em 1995, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1998, Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 2002 e Pós-doutoramento no SET/EESC/USP em pontes de madeira utilizando o compensado, com bolsa FAPESP.

Júlio Cezar Pigozzo
Professor Doutor da Universidade Estadual de Maringá – UEM, Engenheiro Civil formado pela Escola de Engenharia de São Carlos em 1980, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1982 e Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 2004.

Fernando Sérgio Okimoto
Professor Doutor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP, Engenheiro Civil formado pela EESC/USP em 1995, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1997 e Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 2002.

Norman Barros Logsdon
Professor Doutor da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, Engenheiro Civil formado pela Escola de Engenharia de São Carlos – USP em 1977, Mestre em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1982 e Doutor em Engenharia de Estruturas pelo SET/EESC/USP em 1998.

Sérgio Brazolin
Doutorando em Recursos Florestais pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), Mestre em Ciência e Tecnologia de Madeira em 1998. Biólogo formado pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo –USP e Pesquisador do Instituto de
Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. – IPT, responsável pelo Laboratório de Preservação de Madeiras e Biodeterioração de Materiais – LPB.

Élcio Lacerda Lana
Técnico em Preservação de Madeiras da Indústria Química Montana S.A., Divisão de Preservação de Madeiras. Administrador de empresas pela Faculdade de Administração Liceu Eduardo Prado. Diretor adjunto de Assuntos Normativos da Associação Brasileira de Preservadores de Madeira – ABPM. Coordenador da ABPM no Programa Nacional de Qualidade da Madeira – PNQM da ABIMCI.

Livro: Derivados da Madeira

Francisco Antonio Rocco Lahr ( organizador ) – Produtos Derivados da Madeira: síntese dos trabalhos desenvolvidos no Laboratório de Madeiras e de Estruturas de Madeira  –  EESC / SET / LaMEM – 2008 – 166 pg.

Os produtos derivados da madeira vêm se constituindo em interessante alternativa para a substituição da madeira maciça em diversas aplicações, dos elementos estruturais e dos componentes da edificação até a indústria do mobiliário e das embalagens.  Entre tais produtos destacam-se os painéis de lâminas, os painéis de partículas e os painéis de fibra, cada um deles com suas especialidades e seu potencial de uso.  Além do empenho dos fabricantes de painéis, pesquisadores nacionais e internacionais têm se dedicado ao assunto e proporcionado diferente subsídio para a otimização dos processos de produção bem como para a escolha de matérias primas a utilizar.  Cada vez mais têm sido consideradas a conveniência e a necessidade de se reduzir o consumo energético, de se alcançar o melhor aproveitamento dos insumos e, sempre que possível, buscar o aproveitamento de resíduos na obtenção dos citados painéis. Neste contexto foi idealizado e formatado o presente trabalho. Seu conteúdo abrange as sínteses das teses de doutorados no assunto desenvolvidas no Laboratório de Madeiras e de Estruturas de Madeira, Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos, USP, no âmbito do Programa Interunidades Ciência e Engenharia de Materiais (CEM), e na Faculdade de Engenharia Agrícola, UNICAMP, no Programa Construções Rurais e Ambiência.                      No primeiro são tratados os laminados LVL, destinados a elementos estruturais sob ações de alta intensidade. Foi estudada a possibilidade da produção de LVL utilizando como matéria prima do híbrido de Eucalyptus grandis X Eucalyptus urophylla. O segundo trata da viabilidade da produção de painéis de fibra de média densidade(MDF) confeccionados com insumos provenientes das espécies Pinus caribaea e Eucalyptus grandis, além das resinas poliuretanas, mono-componente, derivadas de óleo de mamona.  O terceiro artigo está apresentando o artigo referente à aplicação de resina poliuretana à base de mamona na fabricação de painéis de madeira compensada, a partir de lâminas da espécie Eucalyptus saligna.  O quarto artigo versa a respeito da possibilidade do emprego da resina poliuretana à base de mamona na produção de painéis de madeira aglomerada, tendo como insumos madeira das espécies Eucalyptus grandis, Eucalyptus urophylla and Pinus elliottii.  O quinto aborda as chapas de partículas homogêneas produzidas com madeira de alta densidade, originárias do nordeste do Brasil (Anadenanthera macrocarpa, Prosopis juliflora e Mimosa tenuiflora).  O sexto vem abordando a produção de painéis OSB, como matéria prima espécies de alta densidade da caatinga do nordeste brasileiro (Pithecelobium dumosum, Cróton sp, Acácia monoliformis). O sétimo e ultimo artigo trata da utilização de técnica não destrutiva de ensaio (ondas ultra-sônicas) para a estimativa de propriedades mecânicas de painéis MDF e OSB. Foram animadores os resultados obtidos em todos os estudos efetuados, aspecto que incentivou ainda mais a respectiva divulgação como também o planejamento para a continuidade das pesquisas do tema, com o desenvolvimento de outros trabalhos que se constituirão em objeto de oportunas publicações.

OBS: Cada sócio do IBRAMEM tem direito a um exemplar e  também se encontra a venda na base de dados. ( R$ 15,00 )